• Autor Maria João Fialho Gouveia
  • Ilustrador
  • Coleção Maria João Fialho Gouveia
  • ISBN 9789898869555
  • PVP 17,69 € (IVA incluído)
  • preço fixo até fim de abril de 2019
  • 1ª Edição novembro de 2017
  • Edição atual 1.ª
  • Páginas 304
  • Apresentação capa mole
  • Dimensões 150 x 230 x 20 mm
  • Idade

Até quando pode uma mulher aguentar a injustiça sem erguer a voz?

 

Após as Guerras Liberais que assolaram Portugal durante o século XIX, as decisões do governo de Costa Cabral não são bem recebidas. Os impostos aumentam, as liberdades do povo são atacadas e a Igreja é o próximo alvo. Atenta aos gritos de revolta do seu povo, que também são os seus, e às ideias miguelistas dos seus senhores, está a jovem Maria Angelina.

Despedida por se ter deixado apaixonar, Maria regressa à sua aldeia da freguesia de Fontarcada, na Póvoa de Lanhoso, jurando viver por si, sem ninguém a cortar-lhe as asas. Os ideais, no entanto, não desaparecem, e, quando o governo proíbe o povo de enterrar os mortos nas igrejas, Maria decide tomar medidas.

Lideradas por ela e munidas das armas possíveis, como as ferramentas de trabalhar a terra, as mulheres do Minho fazem justiça pelas próprias mãos. Maria de Fontarcada torna-se Maria da Fonte e ganha os contornos de uma líder popular. Conforme a revolta vai grassando pelo país, forçando o governo a ser demitido e o exército a entrar em cena, Maria da Fonte transforma-se num mito, surpreendendo até aqueles que com ela privavam.

Esta é a história desse mito.

E da mulher que está na sua origem.

Maria João Fialho Gouveia nasceu em Lisboa, mas aos dois dias de idade já vivia no Estoril, onde cresceu e estudou.

Cursou Comunicação Social na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, e mais tarde Línguas, sendo diplomada pela Universidade de Cambridge. Rendida ao apelo da História, porém, regressou anos mais tarde aos bancos da Universidade Aberta, para estudar a disciplina que sempre a encantara.

Conta com cinco livros publicados. O primeiro, Fialho Gouveia, Biografia Sentimental, é uma homenagem a seu pai; os que se lhe seguiram — D. Francisca de Bragança, As Lágrimas da Princesa e Inês — são romances históricos, essa área da literatura com que tanto se identifica e que promete continuar a abraçar. Sob os Céus do Estoril, o quinto, é a sua primeira experiência com personagens e eventos ficcionados, num ambiente histórico real.





Outros livros da mesma autora

D. Francisca de Bragança: A Princesa Boémia

Maria João Fialho Gouveia

D. Francisca de Bragança: A Princesa Boémia é um romance apaixonante inspirado numa cuidada investigação histórica, que nos dá a conhecer a vida de uma invulgar princesa portuguesa, que viveu uma longa e ousada história de amor o homem da sua vida, o o filho do rei de França.

As Lágrimas da Princesa

Maria João Fialho Gouveia

A história da Princesa de Parma, uma mulher decidida e iluminada.

Inês

Maria João Fialho Gouveia

O amor de Pedro e Inês foi maior do que a vida, sendo outrora, como hoje, o símbolo da paixão em Portugal.

Sob os Céus do Estoril: Um Romance entre Espiões na Segunda Guerra Mundial

Maria João Fialho Gouveia

Maria João Fialho Gouveia, autora de referência no romance histórico português, apresenta um empolgante romance passado no Estoril da Segunda Guerra Mundial.